"Querida, você tem um coração na garganta"
Minha avó

quarta-feira, 20 de junho de 2007

Manias Parte II

Gosto de letras miúdas e sutilmente inclinadas. Havia uma época em que procurava imaginar como era a letra das pessoas. Buscava a perfeição pela caligrafia dos desconhecidos. Era interessante imaginar os destros e os canhotos, as formas de suas palavras definidas pela ponta do lápis. Discretamente, observava os hábeis, que seguravam a caneta com firmeza, definiam com precisão o que escreviam, a quase atingirem o sublime com a mão direita. Provavelmente, o porquê de minha obsessão residia no fato de ser canhota e ter uma letra horrível, a sempre manchar minha mão esquerda trêmula e o papel rasurado com tinta. Parei com a mania de imaginar a caligrafia dos transeuntes quando meus garranchos encontraram guarida nas fontes Arial e Times New Roman.

4 comentários:

Wagner disse...

ah, nem sei o que te dizer: minhas letras são horríveis...

Vera Helena disse...

bem-vindo ao clube...

Anônimo disse...

Perfeirta sua descrição para alguma das manias do canhoto.
Como pseudo destro sou sócio fundador desse clube.
Douglas Vian

Vera Helena disse...

Ei, sumido. Que bom que voltou.

Grande abraço