"Querida, você tem um coração na garganta"
Minha avó

sexta-feira, 12 de outubro de 2007

Arte Poética

Outra raspadinha - quanto aos aforismos de Joyce postados há algum tempo (16 de agosto de 2007), uma raspadinha interessante:
"[...] a estrutura da tragédia mais bela tem de ser complexa e não simples e ela deve consistir na imitação de fatos inspiradores de temor e pena - característica própria de tal imitação - [...]
Às vezes, os sentimentos de temor e pena procedem do espetáculo; às vezes do próprio arranjo das ações, como é preferível e próprio de melhor poeta. [...] como o poeta deve proporcionar pela imitação o prazer advindo da pena e do temor, é evidente que essas emoções devem ser criadas nos incidentes." Aristóteles

5 comentários:

Andrea disse...

Bepa, querida!
Ando nuns dias meio corridos e nublados, sem ter muito como acessar meu blog e minhas coisas... mas já já tô voltando à ativa, prometo.
Beijos!
Andrea

ana rüsche disse...

oi, querida!

puxa, estou estando umas matérias correlatas e sempre acho incrível o que esses gregos falaram há tanto tempo... o formato "raspadinha" é tudo! ;)

besos

Vera Helena disse...

Andrea, linda, espero ansiosa por mais posts. Ana, querida, que bom você por aqui. Pois é, os gregos ainda estão muito presentes, em pleno século 21.

Luciana disse...

Verinha,
Entro todos os dias pra dar um espiada, ver se vc postou algo...
Saudades grandes
bisous
Lu.

Vera Helena disse...

Lú, minha prima francesa, postei um poema do escritor Luís Ruffato. Veja se gosta. Ah, quanto ao seu e-mail. Já,já, direi: vou de táxi!

Beijos