"Querida, você tem um coração na garganta"
Minha avó

sexta-feira, 5 de outubro de 2007

Tropa de elite

Hoje estréia o filme. Deixarei aqui algumas despretensiosas considerações acerca deste, nas palavras da mídia, fenômeno do cinema nacional. Sim, já assisti! E quero vê-lo no cinema. Gostei muito, mas acredito que o filme peca em alguns aspectos. A realidade do Rio de Janeiro é retratada sob o olhar de um capitão do Bope, e nós, espectadores, não temos o distanciamento necessário para dissociar uma do outro.
Por outro lado, expõe uma ferida abafada e nos provoca. Não passamos incólume pelo filme, e isso é muito bom.

5 comentários:

Ana Maria disse...

oie,
demoro mas apareço! amo seu blog! sou sua fã, tão fã que tive um sonho com o seu livro ma-ra-vi-lho-so! era como se fosse um book brother,a gente espionava os personagens...coisas de aninha...! quero mais livros by vera!
bjo

Vera Helena disse...

Aninha, que bom você por aqui, menina!!! ;) Adorei seu sonho, aliás, não sei se já lhe disse, você deveria escrever um roteiro baseado em seus sonhos.
Beijão

Luciana disse...

Vé linda,

Muito lucida a tua interpretação do filme, apesar de eu ainda não tê-lo visto! Apenas ouvi falar qd estive ai pela Aninha e Ca.
Parabéns pelo teu blog e mil parabéns pela tua matéria na Lingua Portuguesa, você arrasa! Alias o exemplar que a tua mãe me deu nem conseguiu chegar até a França, foi subtraido por mãos de fãs euforicos!
Adorei tua idéia quanto aos sonhos da Aninha, otima!
Também quero teus livros!!!
Fique bem
beijos mil

Vera Helena disse...

Lú querida, obrigada! Acabei de incursionar pela Internet e descobri o nome em francês do livro de que havia lhe falado:

Kristeva, Julia. Étrangers à nous-mêmes. Fayard, 1988.

Acho que você irá gostar do livro, tem tudo a ver com o seu trabalho.

Beijão e saudades...

Anônimo disse...

Vé , amei seu comentário sobre Tropa ...Aliás , dizem que é o filme mais assistido aqui , passando até Xuxa e Netas de Francisco Com exceção do Presidente q não viu nem gostou , todos os demais pobres brasileiros adoraram tanto a Tropa de Elite como o livro Bisous Syl