"Querida, você tem um coração na garganta"
Minha avó

quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Quem sou eu

"Telefone Sem fio" - Alma quer falar também!

"(....)meu nome é Alma Ferreira Borges, tenho alguns anos (o suficiente), sou casada e desinteressada. Não, não tenho filhos, mas uma porção de sonhos sem modos. Tenho também uma maneira bagunçada de me entender com a vida.
Não desapareça você, um dia ainda gostará de mim e dos meus sonhos bagunçados. De vez em quando ando nas pontas dos pés, eu sei. Mas, no fundo, ainda piso firme no concreto frio. Apenas não quero olhar para cima. Respirar fundo o cheiro de ausência desta tarde. Porém, fique você aí, não irá se arrepender, garanto (....)"


Todos os direitos reservados

7 comentários:

Anônimo disse...

Um que de Machado d Assis , e muito da Vera Rossi Ah tais telefones sem fio !!!

Vera Helena disse...

Anônimo, muito obrigada. Sempre bom ler seus animados comentários. Diria que Machado de Assis, apenas na mente e no coração de quem vos escreve.

Beijos e muitas saudades.

Lu disse...

Alma querida que bom te ouvir.
Ficarei a espera sem mesmo contar o tempo.
Esta cada vez melhor Vé!
mille bisous

Vera Helena disse...

Qeu bom que você gosta, Lú. A Alma agradece e eu, caraca, fico mais do que feliz em tê-la como leitora.

Vera Helena disse...

Ah, a Alma irá falar mais. Ela gosta disso, falar pra ser ouvida.

Anônimo, não disse, mas seus comentários, além de animados, são inteligentes, viu

Beijos

Andrea disse...

Vé, que Alma saiba que estamos aqui, continuaremos aqui, loucos pra ouvir mais da sua fala e de seus "sonhos sem modos". Adorei e quero mais :-)

Vera Helena disse...

Andrea, muito obrigada, viu. Alma e eu também queremos algo, suas poesias.

Beijos,